Garmin G1000 o que é? e como usar?

03/07/2017

Os painéis digitais, mais conhecidos como glass cockpit, eram exclusivamente de aeronaves comerciais e também de jatos executivos, isso até pouco tempo atrás. Com o passar do tempo, as coisas mudaram, começou aparecer novas tecnologias, mais acessíveis e com elevado grau de tecnologia. O Garmin G1000 foi sem dúvida um dos principais representantes dessa geração de aviônicos, norte-americano Garmin, que está presente na cabine de aeronaves que vão de jatos executivos a pequenos monomotores.

Garmin G1000

Segundo estudos da FAA (Federal Aviation Administration), a incidência de acidentes envolvendo as chamadas TAA (Technologically Advanced Aircrafts) é significativamente maior do que os aviões convecionais. A principal causa é a falta de treinamento adequado para a nova aviônica. Não raro, pilotos, em especial os da aviação geral, passam a voar aviões com glass cockpit sem passar por um curso homologado. Muitos aprendem usando o sistema ou recebendo instruções informais de algum outro piloto, em geral, o mesmo que o apresentou ao novo painel.

Embora a dinâmica do voo permaneça inalterada, o glass cockpit exige que o piloto saiba um pouco mais do que voar “pé e mão”, justamente por oferecer uma série de recursos adicionais. Conhecer esses recursos significa aumentar a consciência situacional de cabine.

O G1000 é composto por 10 LRU (Line Replaceable Units), que têm a função de coletar, armazenar e processar diferentes dados para o sistema. Com objetivo de facilitar e acelerar os processos de manutenção e reparo, as LRU foram concebidas dentro de projeto modular, o que torna a manutenção relativamente barata. O G1000 também conta com duas GDU (Garmin Display Unity), que são telas de LCD (liquid crystal display) com 10.4 polegadas e resolução de 1024 por 768 pixels. Elas são as mesmas utilizadas por outros aviões equipado com o Garmin G1000 – isso, além de reduzir os custos, permite que um centro de manutenção conte com um número reduzido de peças, que podem ser utilizados por diversos tipos de aeronaves.

No G1000, a GDU da esquerda está configurada como um PFD (Primary Flight Display), e a da direita, como um MFD (Multi-Function Display). Em caso de falha do GDU da esquerda, o direito passa a exibir automaticamente os dados do PFD, sendo também possível exibir em ambos o PFD, bastando apertar um botão no GMA. O sistema se comunica por meio de uma conexão Ethernet via HSDB (Hight-Speed Data Bus), e cada um dos displays possui uma conexão Ethernet com a GIA 63 (Garmin Integrated Avionics), que possibilita atualizar o banco de dados de todo o sistema.

Entre as duas GDU está instalado o GMA 1347 (Garmin Main Audio Panel), que integra o NAV/COM e o sistema de intercom do avião, além de controlar o modo de exibição manual reversível dos dados do PFD no MFD. O G1000 ainda dispõe do GTX33 (Garmin Transponder), que opera no Modo S e fornece os modos de operação A, C e S. Embora conte com um data link, que recebe do satélite informações meteorológicas e fornece serviço de rádio por satélite XM, esses serviços ainda não estão disponíveis no Brasil.

Pensando em você

Então, buscamos materiais na internet, fizemos diversas pesquisas com fabricantes, e entramos em contato com eles para sabermos mais a respeito do sistema e podermos trazer para vocês todo o detalhamento.

Outro ponto que merece destaque é o fato de o curso Garmin G1000 ser totalmente em português e apresentando por alguém com conhecimentos de pilotagem e também por alguém com conhecimentos específicos em aviônicos.

O maior diferencial do nosso curso é que 100% foi gravado usando uma aeronave, diferentemente de outros materiais encontrados na internet, onde utilizam simuladores.

Você que é piloto, entusiasta da aviação, mecânico de aeronaves, especialista em Aviônicos ou simplesmente curioso, eu te convido a sentar aqui do meu lado e aprender bastante sobre esse sistema.

Curso Online Garmin G1000